lunes, 10 de diciembre de 2007

Brasil: Dolencia grave debe ser tratada a pesar del plazo de carencia, dice el STJ

(Fuente: Folha Online) "Em condições particulares, torna-se inaplicável a cláusula", disse o ministro. "Não propriamente por ser em si abusiva, mas pela sua aplicação de forma abusiva". Segundo a decisão, "a aplicação do prazo de carência não pode se contrapor ao fim maior de um contrato de assistência médica, que é o de amparar a vida e a saúde". Nota completa